Fatores de risco da Pré-eclâmpsia

Os fatores de risco para pré-eclâmpsia usam:

  • Histórico familiar de pré-eclâmpsia
  • Primeira gravidez
  • Nova paternidade, ou seja: cada gravidez com um novo parceiro aumenta o risco de pré-eclâmpsia
  • Idade, sendo que o risco é maior após os 35 anos
  • Gravidez múltipla
  • Intervalo de 10 anos ou mais entre as contribuições.

A presença de outras doenças também pode aumentar o risco de pré-eclâmpsia, como:

  • Obesidade
  • Hipertensão
  • Enxaqueca
  • Diabetes tipo 1 ou diabetes tipo 2
  • Doença renal
  • Tendência ao desenvolvimento de coágulos de sangue (trombofilias)
  • Doença autoimune , como uma artrite reumatoide , esclerodermia e lúpus .

Sintomas

Sintomas de Pré-eclâmpsia

Você não pode notar um aumento da pressão arterial durante a gravidez até que ela esteja perigosamente alta. Assim, é fundamental para todas as pessoas grávidas agendar consultas regulares com obstetra e para acompanhar e identificar os sintomas de pré-eclâmpsia precocemente.

Entre os primeiros sintomas estão:

  • Rápido ganho de peso, de 2 a 5 quilos em uma única semana
  • Inchaço da face ou extremidades, especialmente como mãos e pés.

Se um pré-eclâmpsia progride, é possível observar outros sintomas, como:

  • dor de cabeça
  • Alterações da visão (visão turva, visão dupla, vendo pontos de luz)
  • Dor abdominal, especialmente no canto superior direito, ou meio abdômen
  • Urinar com menos frequência
  • Falta de ar
  • Náuseas ou vômitos
  • Confusão
  • Convulsão .

Diagnóstico e Exames

Buscando ajuda médica

Use-se como consultas pré-natais para monitorar sua pressão arterial. Entre em contato com um obstetra ou vá para uma sala de emergência, se você tiver dores de cabeça, visão turva, dor no abdômen ou grave falta de ar.

Como as dores de cabeça, náuseas e dores são tão comuns na gravidez, é difícil saber quando os novos sintomas são simplesmente parte de estar grávida e quando podem indicar um problema sério – especialmente se for a primeira gravidez. Se você está preocupado com os seus sintomas, avise o médico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *